quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Tecnologia a favor da segurança em Condomínios

Os sistemas eletrônicos são grandes aliados, mas a presença física de uma pessoa bem preparada pode fazer toda a diferença





Já virou tradição ter câmera, alarme, cerca elétrica, e outros apetrechos que deixam os moradores de casas e condomínios com uma sensação maior de segurança. Mas também já sabemos que os criminosos não tem mais receio de invadir qualquer local por mais protegido que esteja. Não há dúvidas, no entanto, que a tecnologia chegou para nos auxiliar em todo esse processo.

Antes de mais nada é necessário ter um amadurecimento interno, isto é, não somente avaliar aituação emocionalmente, mas também fisicamente pela estrutura da construção. Para isso, é preciso ter o uso dos equipamentos tecnológicos adequados e corretos para cada ambiente – o que é essencial para a eficiência, assim evitando o desperdício do investimento e claro, aumentando a segurança dos moradores.

Portanto, é necessário bem mais do que um simples monitoramento por câmera. Antes de tudo é preciso pensar no portão de entrada e saída de veículos ou pessoas. Afinal, estes são os alvos dos criminosos. Um sistema de eclusa pode ser bem eficaz, por se tratar de dois portões onde é possível conferir e controlar quem entra e sai do condomínio. Qualquer sistema eletrônico é bem vindo nestes casos.

Porém, não adianta contar com uma tecnologia de ponta se não houver uma equipe bem treinada e preparada. Grande parte dos assaltos, roubos e furtos, nestas áreas de moradia, acontecem por despreparo da portaria – ou muitas vezes as ações criminosas são evitadas justamente por causa deles. Os arrastões em condomínios se dão em grande parte pela desatenção de porteiros, pois a instrução do funcionário é, hoje, a maior arma de combate contra estes tipos de crimes. O ideal é investir em tecnologia e em treinamento.

Sempre é bom lembrar também que equipamentos tecnológicos e eletrônicos dependem do funcionamento da energia e às vezes da internet, além disso, eles podem apresentar defeitos e deixar qualquer condomínio sem a devida proteção. A velha máxima que une “homem e máquina” ainda é a melhor garantia.



Artigo de:
Amilton Saraiva, especialista em condomínios da GS Terceirização. www.gsterceirizacao.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário